Para ter um bom desempenho durante a atividade física, é preciso estar com os níveis de energia lá em cima. E não há nada mais eficaz para energia física do que os alimentos ou suplementos certos. Além da disposição e de se sentir bem no treino (até após a atividade), você otimiza seus resultados.

Mas o qual o melhor pré-treino? É possível conseguir resultados apenas com os alimentos adequados, sem suplementos sintéticos? 

São muitas as dúvidas sobre esse assunto. Neste artigo, vamos esclarecer e mostrar que um bom pré-treino é essencial e muito mais simples do que os gurus da boa forma fazem parecer.

Qual a função do pré-treino?

Na verdade, o correto seria dizer funções. O pré-treino traz uma série de benefícios para o praticante de esportes e atividades físicas. Por isso, ele é tão importante. 

Evitar catabolismo: perda de massa magra

Quando você faz qualquer esforço físico, seu corpo precisa de mais aportes de glicogênio. Assim, se você não está alimentado adequadamente, seu organismo vai retirar essa substância da sua massa magra. Preservá-la é essencial para sua saúde e definição muscular. Para evitar o catabolismo muscular, você deve consumir um bom pré-treino. 

Além da definição muscular, um corpo com percentuais de massa magra adequados evita que você tenha contusões, protege ossos e articulações. 

Colaborar com a construção de músculos

Um pré-treino adequado te ajuda a ganhar massa magra. Primeiro, porque evita o catabolismo muscular, como explicamos acima. Depois, pelo fato de os nutrientes fazerem parte de um conjunto de fatores necessários para a construção de músculos. O ideal é incluir fontes de proteína no pré-treino de quem deseja hipertrofia. 

Proporcionar energia

Para correr, levantar peso, nadar ou qualquer outra atividade física, você precisa de ainda mais energia. Caso contrário, você pode não ter energia suficiente para concluir sua planilha. Assim, os carboidratos são fundamentais. Sim, eles mesmo. Não caia na fala dos terroristas nutricionais que vilanizam os carboidratos. Para treinos mais intensos, eles são ainda mais importantes.

Claro, é preciso escolher a fonte de carboidrato certa. Dê preferência para os do tipo complexos, que são liberados de forma mais lenta no organismo. Mas não se esqueça dos outros macronutrientes: proteína, fibra e gorduras. Eles devem representar o maior percentual de calorias que consumimos diariamente por serem essenciais em alguns processos do nosso corpo. 

Confira todas as orientações sobre o consumo de carboidratos neste outro artigo sobre o assunto. 

Evitar queda de glicose e mal-estar

Sua avó tinha razão: saco vazio não para em pé. Ficar longas horas sem se alimentar e partir para o treino não é a melhor estratégia. Além do catabolismo, sua glicose pode ser consumida muito rapidamente. Assim, é possível que sinta tonturas e há até quem desmaie. 

Quem já tem histórico de queda de glicose é ainda mais necessário dar atenção ao que ingerir antes do treino. 

O que comer no pré-treino?

Para um bom pré-treino, não é preciso inventar muito. Você pode investir em alimentos estratégicos, com carboidrato e proteínas na composição, principalmente. Assim, há algumas opções bem interessantes para o corpo e paladar. 

Barras de proteína Bold

Você vai chegar para treinar com muita disposição. A Bold tem todos os macronutrientes em equilíbrio: proteína, carboidrato, fibras e gorduras. O aporte de proteína, essencial para construção de massa muscular, é de 20 gramas por barrinha. 

Você também garante a ingestão de bons carboidratos, em uma quantidade excelente. As gorduras, junto aos carboidratos, também ajudam a dar aquele up para você malhar. E não só para o corpo, como para o cérebro também. Afinal, muitos esportes demandam estratégia, agilidade mental. 

E tem outra vantagem: sabores surreais para todos os gostos. Veja nossas opções Bold aqui e garanta um pré-treino delicioso. 

Tapiocas

Fonte de carboidrato, a tapioca é muito fácil de preparar e dispensa óleo. Feita com fécula de mandioca, o complemento perfeito para tornar-se um ótimo lanche de pré-treino é uma fonte de proteína. Opte por frango, carne seca, ovos, queijos ou outros. É uma excelente opção para os intolerantes à glúten, pois não contém a substância. 

Omeletes

Fonte de proteína que pode ser enriquecida com aveia, excelente ingrediente para estabilizar a glicose no sangue. Com queijo, dá ainda mais energia e sabor para você chegar no treino com muita vontade de fazer acontecer. 

Aveia com frutas

Além de ser fonte de carboidrato, fibras e proteínas, a aveia tem vários micronutrientes importantes para o corpo: fibras, ferro, cálcio, magnésio, zinco, cobre, manganês. Ou seja, mais que aumentar a energia, garantir bons níveis de glicose, você nutre seu corpo muito bem antes de treinar. 

A presença das fibras faz com que a liberação dos carboidratos ocorra de forma mais lenta, o que aumenta o tempo de saciedade e mantém os níveis de energia. 

Adicionar frutas te ajuda a melhorar o sabor e aumentar ainda mais os níveis de energia, com a frutose e carboidratos presentes no alimento. 

Sanduíche de queijo ou atum

O pão é fonte de carboidratos, queijo e atum contém proteína, uma dupla perfeita para um excelente pré-treino. Se você optar pelo pão integral, aumenta o tempo de saciedade e manutenção da energia, já que o carboidrato é liberado de forma mais lenta. 

Suplementos pré-treino sintéticos

Os suplementos sintéticos também são uma opção. Porém, para ingeri-los, o ideal é consultar um nutricionista antes. 

O que não comer no pré-treino?

De acordo com Dr Barakat, alguns suplementos de pré-treino sintéticos só têm cafeína em níveis prejudiciais para o corpo. Assim, ele pode ser ingerido, porém, é preciso escolher de forma consciente. Como citamos antes, com ajuda de um profissional. 

Carnes vermelhas

Apesar de serem fontes de proteína, a digestão da carne vermelha é mais lenta do que das outras opções. Assim, quem coloca carne vermelha no pré-treino pode se sentir mal, pouco disposto ao treinar. 

Comidas pesadas

Você pode se sentir empanzinado ao ingerir um pratão de macarrão, por exemplo. Dessa forma, em vez ficar disposto, enfrentará queda de energia para treinar. Prefira os carboidratos complexos, como as opções integrais, e não exagere na quantidade.  

Oleaginosas

Elas têm proteína na composição e as gorduras benéficas para o organismo. No entanto, falta carboidrato para que você ganhe energia para o treino. Só adicione castanhas se for acompanhada de outros alimentos. 

Quando fazer o lanche pré-treino

Consuma o pré-treino com a antecedência de 30 a 60 minutos antes de iniciar os exercícios. Assim, seu corpo já terá começado o processo de digestão e absorção dos nutrientes. Com menos tempo, você corre o risco de não ter a energia necessária no corpo ainda, quando começar os exercícios. Comer o pré-treino com antecedência maior que uma hora, não proporciona os efeitos desejados também. 

Compre Bold para seu pré-treino

A Bold tem todos os nutrientes necessários para você ter o melhor desempenho nas atividades físicas, além de um sabor surreal. Escolha a sua preferida e garanta um lanche de pré-treino nutritivo, gostoso e prático. Compre a barrinha Bold na nossa loja virtual!

16 de novembro de 2021 — Gabriel Ferreira