Efeito sanfona afeta até saúde cardíaca, veja como evitar

Efeito sanfona afeta até saúde cardíaca, veja como evitar

Emagrecer e recuperar o peso ou até ganhar mais pouco tempo depois da dieta. Já aconteceu com você? É o tão comum efeito sanfona. Além de pensar que os esforços foram por água abaixo, essa oscilação na balança é prejudicial até mesmo para a saúde do coração. Outras doenças graves, como diabetes e hipertensão, também estão relacionadas ao efeito sanfona. 

Veja como evitar que aconteça! 

10 de fevereiro de 2022 — Talita Camargos
Calorias: o que você precisa saber sobre elas para ter uma vida saudável

Calorias: o que você precisa saber sobre elas para ter uma vida saudável

Muita gente avalia as calorias dos alimentos para definir se vai consumi-los ou não. Mas será mesmo que elas deveriam ser tão determinantes assim? Se dissermos que as calorias são irrelevantes, estaríamos mentindo. Porém, é necessário entender mais como devemos usá-las para fazer nossas escolhas (ou não). 


Neste texto, mostraremos a real sobre as calorias, sem complicações e terrorismo nutricional. Vem com a gente! 

Calorias engordam?  

O excesso de calorias engorda. No entanto, não são apenas os alimentos que devem entrar na sua análise. Para emagrecer, por exemplo, é preciso gerar o famoso déficit calórico. Ou seja, consumir menos calorias do que gastamos. Essa equação depende da alimentação, exercícios físicos, rotina, idade, sexo e outros fatores. 


Então, é necessário entender quantas calorias precisamos diariamente para equilibrar com o quanto adquirimos por meio da alimentação. Lembre-se que comer é essencial para adquirir energia para nossas atividades diárias e para manter o corpo em funcionamento. 

Quantas calorias consumimos em repouso? 

Agora que você sabe que o importante é a diferença entre o que consumimos de calorias e gastamos, é legal entender quantas consumimos por dia. Cada pessoa tem um metabolismo basal, que é a quantidade de calorias necessárias para os órgãos funcionarem, para que todos os processos aconteçam da maneira correta. Para descobrir certinho é necessário fazer testes, como a bioimpedância. O exame, entre outras coisas, mede seu metabolismo basal. 


Porém, há uma tendência, uma média, de calorias gastas por homens e mulheres diariamente.  

Metabolismo basal homem

1650 calorias é a média necessária para que um homem mediano mantenha os batimentos cardíacos, respiração, digestão e outros processos vitais para o organismo. Então, 1650 calorias é o metabolismo basal masculino, em média. Caso ele não faça nada em um dia, é essa quantidade que ele vai precisar. 


Para as atividades de trabalho, afazeres da rotina, o corpo demanda, em média, 600 calorias. Caso ele faça exercícios físicos, são adicionadas as calorias dispendidas no treino. Uma corrida de uma hora demanda mais 600 calorias. Então, por dia, esse homem gastaria 1.650 do metabolismo basal + 600 das atividades rotineiras e 600 da corrida. Um total de 2.850 calorias. Caso ele ingira menos calorias que essa quantidade, ele tende a emagrecer, se consumir mais, engordar. 


A composição corporal, no entanto, não depende das calorias e sim dos macronutrientes. Para hipertrofia, por exemplo, a alimentação precisa ter um teor maior de proteínas e exercícios de força. A quantidade maior de músculos, inclusive, eleva o metabolismo basal. 


Lembre-se que o organismo é complexo. Por isso, um acompanhamento personalizado é o mais indicado. Uma pessoa que começa um programa de exercícios e alimentação agora terá resultados diferentes de acordo com suas características individuais. 

Metabolismo basal mulher 

As mulheres queimam 1400 calorias por dia para manterem as funções vitais. 200 a menos que os homens? Isso mesmo. A explicação é que os homens têm, naturalmente, mais massa muscular que elas. Os músculos demandam maior gasto calórico para manutenção. 


Adicione a esse metabolismo basal 600 calorias para as atividades do dia a dia e mais 500 se está amamentando. Se faz um esporte, como corrida, ainda gastará algumas centenas a mais de calorias. 


A mulher, então, gasta cerca de 2000 calorias por dia, 2600 se faz algum esporte. A lógica do déficit calórico é a mesma. Caso elas consumam menos calorias que gastem, a tendência é perder peso; mais resulta em ganho de peso. 

Restrição calórica: efeito contrário 

O déficit calórico ser necessário para emagrecimento leva muitas pessoas a fazerem dietas muito restritivas. Mas, como explicamos, o corpo, mesmo em repouso, precisa de energia para funcionar. Quando ela não chega, por meio dos alimentos, por instinto de sobrevivência, o corpo começa a gastar menos calorias do que antes. No início, o efeito para emagrecimento é maior, depois, desacelera, estaciona ou até resulta em ganho de peso. 


Como isso acontece? 


Ao poupar energia, o corpo armazena os nutrientes em forma de gordura. Além desse mecanismo de sobrevivência, a tendência é que a pessoa não sustente a restrição calórica radical por tanto tempo. Assim, tende a ter episódios de compulsão. O ideal é conseguir chegar a uma alimentação equilibrada, sem restrições, mas com consciência sobre o que é necessário para seu corpo e uma vida mais gostosa. 

Quantas calorias equivalem a 1 quilo? 

São 7000 calorias. Ou seja, é mais que o dobro que uma mulher, que não fazer exercícios, consome em um dia. Isso quer dizer que não engordamos, nem emagrecemos, da noite para o dia. A não ser, claro, que você esteja sofrendo com compulsão alimentar. Para atingir essa quantidade, é preciso ingerir muitos alimentos. 


Lembre-se, inclusive, que comer mais, de vez em quando, é normal e saudável. Normalmente, comemos em maior quantidade em ocasiões especiais. A dra Sophie Deram, no livro “O peso das dietas”, afirma que o corpo é capaz de lidar com esses episódios. Claro, não deve ser rotina. A palavra-chave é sempre equilíbrio. 

Consumir apenas quantidade adequada de calorias não significa saúde 

É possível consumir a mesma quantidade de calorias com uma alimentação saudável ou com itens pouco nutritivos, ultraprocessados. Então, só as calorias não podem ser consideradas para avaliar se sua alimentação é boa. Como já mostramos em um artigo sobre índice glicêmico, a forma que consumimos os alimentos também conta muito. A simples adição de ovo em um pão muda a forma como o corpo absorve os nutrientes e armazena a energia. 


Também é preciso lembrar que o corpo precisa de todos os macronutrientes - proteína, carboidratos, fibras e gorduras - e de diversos micronutrientes - vitaminas e minerais. Assim, devemos ter uma alimentação variada e com as quantidades necessárias de todos esses itens. 


A Bold, por exemplo, tem a mesma quantidade de calorias (ou mais) do que outras barras de proteína. Só que nossa barrinha traz os macronutrientes de forma balanceada. 

Pare de contar calorias 

Nossa dica final então é que você não fique obcecado com as calorias. Foque em bons alimentos, invista em exercícios físicos e em uma rotina saudável de sono. Também procure por fontes de informação que falem a verdade sobre os alimentos, sem complicações ou terrorismo, como a Bold faz. Assine nossa newsletter para não perder nada!

10 de fevereiro de 2022 — Talita Camargos
Gorduras: quais ingerir e quais evitar

Gorduras: quais ingerir e quais evitar

Sabia que 30% das calorias ingeridas por dia devem vir das gorduras? Elas são macronutrientes, juntamente com o carboidrato, proteínas e fibras. Fazem parte desse grupo por serem essenciais para o bom funcionamento do corpo. Você pode ter bugado agora, né? Leia nosso texto para entender melhor.
10 de fevereiro de 2022 — Talita Camargos
opções fit praia

6 opções fit para saborear na praia e os benefícios dessas delícias

Não, você não leu errado! Há alimentos super nutritivos e gostosos na praia. Clique e confira quais são as opções e os benefícios que eles oferecem. 
14 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
pão de queijo fit

Pão de queijo fit: três ingredientes e muito sabor

É difícil encontrar alguém que não goste do pão de queijo, uma das grandes delícias da culinária mineira. Clique e veja como fazer uma versão mais leve dessa iguaria! 

14 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
treinos nas férias

Como incluir seus treinos nas férias

Manter-se ativo durante as férias também é muito importante. Confira como incluir seus treinos neste período de descanso.
14 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
receitas fit para o Verão

3 receitas fit com a cara do Verão: drink, torta e sorvete

O Verão pede alimentos refrescantes e que nos ajudem a ficar hidratados. Veja 3 receitinhas fit ideais para essa estação do ano! 
14 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
chip da beleza

Chip da beleza: perigos do implante que promete ganhos estéticos

O chip da beleza está em alta como recurso para emagrecer. Mas há vários riscos para a saúde. Veja quais são eles!
13 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
Fome emocional: como identificá-la e lidar com ela

Fome emocional: como identificá-la e lidar com ela

Você desconta na comida as suas frustrações? Usa, sempre, os alimentos como forma de recompensa ou para festejar algo? São sinais da famosa fome emocional. Saiba mais sobre ela e como lidar com o problema!
13 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
3 receitas com nibs de cacau

3 receitas com nibs de cacau

Para algumas pessoas, o nibs não é tão bom in natura, pois é 100% cacau, sem adição de açúcar. No entanto, nessas três receitas ele fica maravilhoso. Confira!
13 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
Nibs de cacau: benefícios com sabor de chocolate

Nibs de cacau: benefícios com sabor de chocolate

O nibs de cacau é uma das formas mais puras de se consumir a fruta matéria-prima do chocolate. Conheça os benefícios e veja como consumir!
13 de janeiro de 2022 — Talita Camargos
Emagrecer comendo de tudo: entenda como é possível e bem mais saudável

Emagrecer comendo de tudo: entenda como é possível e bem mais saudável

Veja como emagrecer comendo de tudo é até mais fácil do que dietas restritivas.
23 de dezembro de 2021 — Talita Camargos