Você já pensou em reduzir o consumo de carne ou parar de ingeri-la? Você faz parte de 63% dos brasileiros. Eles afirmam que querem, pelo menos, diminuir a quantidade de ingredientes de origem animal, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada em 2018. 

Uma pesquisa deste ano (2021), do Ipec, também mostrou que 32% das pessoas dão chance a pratos veganos quando o estabelecimento mostra que tem a opção. Seja por curiosidade ou por acreditar que a alimentação vegetariana é uma forma de lutar por um mundo melhor, ela é tendência. 

14% dos brasileiros declaram-se vegetarianos ou veganos, em 2018, número 40% maior do que o levantamento anterior do IBGE. 

Nossa motivação para trazer o tema são as dúvidas sobre o assunto. A alimentação vegetariana pode ser descomplicada e surreal, como vamos te mostrar. 

Por que as pessoas não comem carne?

De forma resumida, os vegetarianos acreditam que o que comemos é uma forma de lutar por um mundo mais justo. Por isso, a sustentabilidade, bem-estar animal e a própria saúde são os principais motivos para ter uma alimentação plant based. 

Entender o argumento dos maus-tratos aos animais e saúde é bem simples. No entanto, muita gente pode se perguntar o que ser onívoro tem relação com a proteção do meio ambiente. 

Segundo o movimento Segunda sem Carne, apenas um dia sem o alimento tem o seguinte impacto por pessoa. 

  • 24 metros quadrados de terras preservados.
  • 8 quilos de grãos a menos de grau consumido.
  • 11 quilos de CO₂ a menos na atmosfera.
  • 60 litros de água poupados. 

Ficou chocado? Acontece o seguinte. Para obter carnes, é necessário muito mais espaço do que para vegetais. Assim, é necessário desmatar para fazer pastagens. O consumo de água também é bem maior, assim como o de grãos, base alimentar do gado, porcos, peixes e outros animais. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Vegetarianismo, 83% das terras cultiváveis do planeta são destinadas à produção de carnes, mas elas fornecem apenas 18% das calorias consumidas no mundo. O dado é de 2019. 

Vegetariano é mais saudável?

Não necessariamente. O fato de não comer carne ou qualquer alimento de origem animal não significa saúde melhor, ou pior. Para uma pessoa ser saudável, é preciso que ela tenha uma alimentação equilibrada, uma vida ativa, boa saúde mental, entre outros. 

Também há algumas doenças herdadas. Então, é possível melhorar até mesmo a expressão dos genes, papo para outro artigo, porém, alguns males são inevitáveis. 

Lembre-se que o vegetariano só não come carne. Os estritos também retiram quaisquer ingredientes de origem animal. Mas eles podem comer ,inclusive, alimentos altamente processados, como as batatas chips. Ser vegetariano não é garantia de uma alimentação plant based e muito menos equilibrada. 

Mas, se você deseja se tornar vegetariano, procure alimentar-se bem, e, de preferência, ter orientação profissional para realização de exames. Aliás, um check up sobre os principais indicadores de saúde deveria estar na lista de todos, não é mesmo? 

Sim, há estudos sobre vantagens de não comer carne para a saúde, assim como aqueles que dizem ser prejudicial ficar sem o alimento. 

O consenso entre os profissionais é que o mais saudável é aquele que se alimenta de forma equilibrada, com ou sem carne. 

Assim, o que vai definir se você vai se tornar vegetariano ou não são suas crenças. 

Tipos de vegetarianos

O universo vegetariano tem algumas classificações. Há quem considere o próprio vegetarianismo ovolactovegetariano, lactovegetariano e pescovegetariano etapas de transição para o veganismo. Também existe uma parcela considerável que estuda qual tipo de vegetarianismo é a ideal para o seu estilo de vida. 

O que todos têm em comum é a ausência de carne. 

Ovolactovegetariano

Esse tipo de vegetariano exclui as carnes – vermelhas ou brancas – do cardápio. Assim, ainda consome ovo, leites e derivados. É o tipo de vegetariano mais comum, entre todos. 

Lactovegetariano

O lactovegetariano ingere leite e derivados, mas não consome ovos. É muito adotado na Índia. 

Ovovegetariano

Esse perfil de vegetariano exclui carne, leite e derivados da alimentação, mas consome ovos. 

Pescovegetariano

Como o nome indica, vegetarianos nessa classificação permitem pratos com peixes. É uma etapa de transição para muitos. Ainda é a dieta a que várias pessoas se adaptam mais facilmente, por liberar um tipo de carne. 

Algumas pessoas nem classificam o pescovegetariano como vegetariano. No entanto, há uma diminuição considerável do consumo de carnes nessa corrente. Ou seja, também impacta na sustentabilidade e forma de se alimentar. 

Vegetariano estrito ou pleno

Carne, peixe, leite, derivados e ovos estão fora do prato dos vegetarianos estritos ou plenos. Peraí, não seria vegano? Não, há uma diferença, como vamos mostrar a seguir. 

Diferenças entre vegetariano e vegano

Os veganos excluem qualquer comportamento ou consumo que prejudiquem a fauna. Dessa forma, além de não comer nada proveniente da carne, leite, mel e outros, eles não vão a passeios que explorem os animais. Também não usam produtos com ingredientes silvestres e excluem marcas que fazem testes em animais da lista de compras. 

Ou seja, é um estilo de vida em que outros aspectos, além da alimentação, são analisados em prol da causa animal. 

E as proteínas, como é que ficam?

A grande preocupação de quem tem vontade de reduzir ou excluir as carnes é a carência de proteínas. No entanto, com uma boa orientação profissional você consegue suprir a quantidade mínima desse macronutriente. Importante lembrar que nutricionistas, nutrólogos ou qualquer outro profissional deve analisar outros nutrientes também. 

Alimentação vegetariana saborosa

Quem já experimentou algum prato sem carne sabe que as receitas vegetarianas podem ser tão ou mais gostosas que as tradicionais. Claro, tudo depende da preparação, assim como qualquer tipo de comida. 

Independente da sua dieta, vale a pena provar pratos sem carne e ingredientes de origem animal para ampliar o paladar e descobrir novos sabores. 

Barrinha de proteína vegana

Todas as barrinhas Bold são vegetarianas. Mas temos duas opções para os estritos ou veganos: cocada e brownie. Além de serem muitoooo saborosas, essas barrinhas têm alto teor de proteína. Dessa forma, são excelentes para ajudar na ingestão de proteínas diária, bem como dos outros macronutrientes – carboidrato, gorduras e fibras. 

Você pode começar a provar os sabores veganos com a Bold. Veja as nossas opções e receba em casa! 

17 de novembro de 2021 — BOLD Contato