Veganos: como vivem, o que comem e por quê? O veganismo é mais que uma dieta alimentar, é uma bandeira levantada por quem acredita que o consumimos é uma forma de mudar o mundo. 

Na Bold, nós admiramos muito os veganos. Por isso, desenvolvemos dois sabores de barrinha proteica para eles com uma explosão de sabor. Afinal, quem adota um estilo de vida para mudar o mundo merece o melhor. 

É uma atitude nobre, já que visa proteger os animais, outros seres humanos e um planeta mais sustentável. No entanto, como em qualquer opção alimentar são necessários alguns cuidados, como vamos mostrar. 

Fique com a gente para entender esse universo!

Diferenças entre veganismo e vegetarianismo 

A diferença entre veganos e vegetarianos pode parecer confusa. Existem os vegetarianos estritos, eles não comem nada de origem animal. Ou seja, carnes, leite e derivados, mel e muito mais. Já os veganos vão além. Eles analisam quaisquer produtos, se houver algum componente animal, não consomem-nos. As marcas que testam seus produtos em animais também são reprovadas por eles.  

No Brasil, 7 milhões de pessoas são veganas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), levantamento de 2018. Outros 30 milhões se declararam vegetarianos, somados veganos e vegetarianos, o crescimento é de 75% de pessoas com essas opções alimentares. 

O que um vegano come?

O cardápio dos veganos é o plant based. Ou seja, tem como base as plantas. Praticamente tudo que eles comem, vem dos vegetais, frutas, verduras e outros componentes naturais. 

Já ouviu falar em leite de castanhas, por exemplo? É o substituto do leite de vaca para os veganos. Eles também já conseguiram alternativas para produzir bolos, biscoitos, sanduíches e quase tudo que os onívoros comem. 

Barrinhas proteicas veganas Bold

Ah, uma possibilidade surreal para quem tem alimentação vegana são as barrinhas Bold Cocada Vegana e Brownie Vegano. Sem ingredientes de origem animal, tem 17 e 18 gramas de proteína, macronutriente de atenção para eles. 

As duas barrinhas veganas ainda contêm um bom percentual de fibras, carboidratos e gorduras de forma balanceada – nutrientes essenciais para o bom funcionamento do corpo.

Assim como os veganos, nós também queremos mudar o mundo. Por isso, a cada barrinha vendida, R$0,05 são doados. Também investimos em ações sociais e existimos para desafiar os mitos da alimentação saudável. Acreditamos que ter saúde e uma vida incrível é mais simples do que muita gente faz parecer. 

Vegano é mais saudável? 

Depende do vegano. Se ele tiver uma alimentação balanceada, fazer acompanhamento para avaliar os indicadores de saúde, exercitar-se, sim, ele pode ter um perfeito estado de saúde. Melhor, inclusive, que os onívoros que não cuidam da alimentação e são sedentários. 

A quantidade de pratos com grande variedade de componentes vegetais é um grande benefício. A Fundação Oswaldo Cruz destaca, em seu site, que há diversas pesquisas atestando a diminuição de risco cardíaco, vários tipos de câncer, entre outros, para quem adota esse tipo de alimentação. 

Por outro lado, existem alguns micronutrientes, como a vitamina B12, D, ômega 3, ácidos graxos, ferro e zinco mais difíceis de obter nesse tipo de dieta via alimentos permitidos. Por isso, é preciso checar a necessidade de suplementação sintética. 

Não tome vitaminas por conta própria, procure orientação, de preferência, de profissionais especializados em alimentação vegana. Além de estudarem a dieta, eles entendem a sua escolha e apoiam. 

Então, a conclusão é que um vegano pode ser tão ou mais saudável que um onívoro ou vegetariano, tudo depende da forma que ele se cuida. 

Como começar no veganismo? 

Muita gente se identifica com as causas veganas, mas têm dificuldade de aderir ao estilo. Se é seu caso, aqui vão algumas dicas. 

1. Comece aos poucos 

Se você é onívoro, retirar todos os ingredientes de origem animal de uma vez é mais difícil. Comece reduzindo a carne, depois aumente, aos poucos a inserção de alimentos plant based em sua rotina. 

Gradualmente, você vai conseguir adaptar sua rotina, hábitos de consumo e alimentação para se tornar um vegano. 

2. Hábitos de consumo cruelty free

Lembre-se que o veganismo também abrange o consumo, como um todo. Ou seja, o vegano não compra nada com componentes retirados da fauna e não apoia marcas que fazem testes animais. 

Aproveite para pesquisar sobre quais marcas são veganas, olhe as avaliações de consumidores. Se você tem um amigo vegano, vale a pena trocar figurinhas com ele. 

Essa mudança também pode ser feita aos poucos ou com mais de velocidade, caso você se adapte melhor do que com a alimentação. 

3. Teste receitas saborosas 

Você terá mais vontade de continuar em seu propósito vegano se incluir pratos saborosos no cardápio. Hoje, há uma infinidade de pessoas que compartilham receitas veganas na internet. Pesquise e teste para descobrir novas formas de se alimentar. Ah, e lembre-se de pedir barrinhas Bold veganas para te ajudar nessa transição. 

Você não precisa abrir mão do que acredita e nem dos sabores na sua vida para ser vegano. 

4. Procure um profissional especializado em veganos 

Um bom nutricionista ou nutrólogo podem te ajudar na transição para o veganismo. Dessa forma, contar com profissionais especializados em alimentação vegana. Eles também são essenciais para que você mantenha a saúde com esse novo estilo de alimentação. 

Simplificar a alimentação saudável: uma de nossas missões 

Mais do que fornecer um alimento saboroso, a Bold Snacks tem como objetivo quebrar mitos sobre a alimentação, mostrando o que realmente é saudável. Continue com a gente para mais informações sobre saúde, receitas saborosas e muito mais. Inscreva-se em nossa newsletter para receber todos os nossos artigos. 

17 de novembro de 2021 — BOLD Contato